Follow Us On Twitter - Image

O Tribunal Administrativo e Fiscal de Braga (TAFB) indeferiu a providência cautelar solicitada pela empresa Semural Waste&Energy relativa ao concurso lançado pela Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional do Norte para a remoção das 88 mil toneladas de resíduos perigosos depositados nas minas abandonadas de S. Pedro da Cova, em Gondomar.

O presidente da Câmara de Gondomar, Marco Martins, defendeu na passada quinta-feira "medidas de monitorização" que permitam "ao longo dos anos" perceber se os resíduos perigosos depositados em S. Pedro da Cova têm impactos na saúde pública.

O presidente da Junta de Freguesia S. Pedro da Cova/Fânzeres, Gondomar, afirmou hoje ser "incompreensível e inqualificável" que o processo de remoção de resíduos perigosos ali depositados "encalhe novamente" por "erros e omissões" do Governo.

A Rua 25 de Abril, em Fânzeres, entrou em obras de beneficiação hoje e devido aos feriados da época natalícia é expectável que a obra se prolongue por um período de três semana.

A Agência Portuguesa do Ambiente (APA) já deu início à segunda fase do processo de avaliação às massas de água subterrâneas em S. Pedro da Cova, Gondomar.