Follow Us On Twitter - Image

Um empresário do ramo automóvel, em Gondomar, foi detido pela PJ por alegadamente estar envolvido no tráfico e viciação de viaturas e por suspeitas de falsificação de documentos.

O orçamento para 2014 da Câmara de Gondomar, aprovado sexta-feira pela Assembleia Municipal, é 16% inferior ao de 2013, mas aumenta em quase 50% as transferências para as juntas de freguesia.

A Câmara Municipal de Gondomar, através dos serviços de Ação Social, instruiu 414 processos no âmbito do Programa Metropolitano de Emergência Social (PMES) implementado pela Área Metropolitana do Porto, tendo apoiado 1312 munícipes. 

Realizou-se hoje e continuarão amanhã as 12 sessões públicas no âmbito do Programa “Natal Solidário”, uma por cada freguesia do Município. As mesmas serão acompanhadas pelo Presidente da Câmara Municipal de Gondomar, Marco Martins que desta forma aprofunda a proximidade que se pretende manter com a população.


No sentido de atuar sobre os fenómenos de pobreza e exclusão social a Câmara Municipal de Gondomar promove medidas de intervenção, inclusão e apoio social, concertadas e articuladas com os parceiros sociais e nesse sentido, em 2013, o Programa “Natal Solidário” abrange o número recorde de 1768 famílias, num total de 5823 cidadãos num total de 64.445 euros. Saliente-se que aderiram à iniciativa 33 mercearias.


O facto é que é uma necessidade básica das populações o acesso a bens alimentares e que, atendendo às dificuldades sócio-económicas, a possibilidade de algumas famílias adquirirem o seu cabaz para a ceia natalícia revela-se cada vez mais difícil. Assim, a iniciativa “Natal Solidário” tem como objetivo a atribuição de um cabaz de Natal às famílias mais carenciadas do Município. As famílias são presenteadas através de vales, mediante os quais, em 33 estabelecimentos de mercearia, os agregados familiares poderão adquirir, exclusivamente, géneros alimentares permitindo proporcionar às famílias uma quadra natalícia condigna bem como reforçar a dinamização do comércio  tradicional, já implementada através do Programa DÁ – Direto Apoio a famílias carenciadas.

A Câmara Municipal de Gondomar aprovou hoje, por maioria, uma proposta de acordo que prevê uma redução do valor indemnizatório a que a Autarquia tinha sido condenada
por um tribunal arbitral, redução esta no montante de cerca de 1,2 milhões de euros.