Follow Us On Twitter - Image

A poucas semanas do festival Rock in Rio-Lisboa, já são visíveis as primeiras estruturas no Parque da Bela Vista, enquanto a organização prepara o futuro: "A nossa intenção é ficar para sempre", afirmou a Vice-Presidente Executiva do evento, Roberta Medina, em entrevista à Lusa.

 

O festival acontece nos dias 25, 29, 30 e 31 de maio e a 01 de junho, o cartaz já está fechado e, no Parque da Bela Vista, uma zona arborizada e relvada, com um anfiteatro natural, já estão erguidas as estruturas de base que vão acolher os principais pontos de atuação.

Esta edição, que conta com Rolling Stones, Arcade Fire e Justin Timberlake, assinala os dez anos do evento brasileiro em Portugal: "Investimos ‘muito pesado’ no cartaz desse ano", afirmou Roberta Medina.

Roberta Medina, de 36 anos, que assumiu a direção do Rock in Rio Lisboa em 2004, explicou que o cartaz é também uma resposta de "gratidão imensa ao mercado português", ao público e às empresas que associaram as suas marcas.
"O Rock in Rio nasce com marcas, feito por marcas e é através delas que é viável nesse nível de qualidade que se apresenta (...). Isso é um investimento, naturalmente. Olha-se e vê-se que se investe muito mais para fazer no Rock in Rio mais do que num evento tradicional", sustentou.

"Tem uma geração inteira que já nasceu com o Rock in Rio, sendo parte da cidade, do país (...). O público é extremamente transversal. 75% do público vai dos 15 aos 50 anos. É muito familiar, são os amigos vindo juntos", recordou.

Há dez anos presente em Portugal, o Rock in Rio faz questão de sublinhar que tem uma vertente social, com projetos que envolvam a comunidade local.
Para este ano, Roberta Medina prepara um "projeto social transversal às próximas edições, em colaboração com a Câmara (Municipal de Lisboa) e que tem como objetivo revitalizar o Parque da Bela Vista".

"Se tem uma tristeza desses anos, é por que é que o parque continua não sendo muito usado. Um espaço tão privilegiado. Falta alguma infraestrutura; se quiser fazer um 'jogging' não tem onde comprar uma água, não tem uma casa de banho. Estamos querendo investir nesse caminho", disse.

Para tal, Roberta Medina está em negociações com a autarquia, com vista às próximas edições do festival, que nasceu nos anos 1980 no Brasil, expandiu-se para a Europa a partir de Lisboa e tenciona estrear-se em 2015 nos Estados Unidos, com o Rock in Rio Las Vegas.

"Estamos renegociando com a Câmara as próximas edições (do RiR-Lisboa). A nossa intenção é ficar para sempre", considerou.